Deixe a gripe longe de você

Ambientes pouco ventilados, a mudança climática, a umidade favorável e o despreparo imunológico da população são as condições perfeitas para a disseminação da gripe e a proliferação da doença em locais de grande circulação de público. A imunização pode levar até três semanas para estar efetivamente ativa no organismo, por isso, quanto antes a vacina for aplicada, mais efetiva será sua proteção, pois estamos no início do outono. “A vacinação é imprescindível no combate aos surtos da doença, que chega com força nos períodos mais frios do ano”, alerta Myrna Campagnoli, diretora médica do Laboratório Frischmann Aisengart.
Assine a Gazeta do povo e tenha acesso ilimitado aos nossos conteúdos exclusivos Viver Bem.

A gripe comum pode ser acompanhada por calafrios, congestão nasal, dor de garganta e muscular, espirro, fadiga, febre até 39ºC e tosse e os sintomas podem durar até duas semanas. “Beber bastante líquido, repousar, usar soro fisiológico para a limpeza das narinas, além de contar com medicamentos antitérmicos e analgésicos para o alívio da febre e das dores no corpo são as principais ações para o tratamento. Mas, é sempre importante lembrar os riscos da automedicação, então, antes de tomar remédio sempre consulte seu médico”, explica.

Nos casos mais graves, além desses sintomas, os pacientes podem evoluir com complicações como pneumonia e insuficiência respiratória. “Pessoas em boas condições imunológicas dificilmente apresentarão complicações graves no caso de contrair o vírus H1N1, porém, também precisam ser vacinadas, pois podem ser transmissores para os indivíduos mais frágeis. Crianças de seis meses a cinco anos, doentes crônicos, gestantes e idosos devem procurar o médico imediatamente no caso de sintomas como febre alta repentina, dor intensa no corpo e mal-estar”, destaca Myrna.

Por isso tudo, é importante ser imunizado todos os anos, pois o vírus passa por mutações. A vacina quadrivalente, oferecida pelo Frischmann Aisengart, protege contra os quatro tipos de vírus: A/H1N1, A/H3N2, B/Brisbane e B/Phuket, os principais causadores de surtos de gripe no mundo de acordo com a Organização Mundial de Saúde e Anvisa. A vacinação é importante pois permite a produção de anticorpos contra estes micro-organismos tornando o indivíduo mais resistente a infecções graves”, explica a médica.

deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.